Os sinais visíveis de envelhecimento são causados por uma combinação de fatores fisiológicos (intrínsecos) e ambientar (extrínsecos).

A exposição excessiva aos raios ultravioletas (UV) é um dos principais fatores responsável pelos danos á pele, causando o fotoenvelhecimento. Outros fatores extrínsecos são: o tabagismo, dieta, padrões de sono, ingestão excessiva de álcool e poluição. O fotoenvelhecimento cutâneo, devido à exposição solar, provoca degeneração das fibras elásticas e colágenas, aparecimento de manchas e lesões pré malignas ou malignas. A radiação ( UV) propicia formação de radicais livres, alterando o metabolismo das células, provocando o envelhecimento precoces.

O peeling facial é um processamento muito lembrado quando se trata de rejuvenescimento facial. A história mostra que a esfoliação da pele é utilizada à séculos por diversas culturas. Uma das primeiras civilizações, onde há relatos de uso de peeling é a egípcia. A pele com dano solar naquela época, era considerada um sinal de posição social inferior e as mulheres usavam várias substâncias para melhorar o aspecto da pele.

Os procedimentos esfoliativos realizados no consultório, inclusive peeling químicos, físicos e aplicação de produtos tópicos destinados a uso diário, podem ser incorporados, de forma a ajudar os pacientes a obter uma pele saudável e melhorar sua aparência. Esses procedimentos, também são realizados para manter e melhorar outros procedimentos estéticos, como tratamentos à laser, luz intensa pulsada e soluções injetáveis.

O que é peeling e o que ele faz?

Peeling é uma técnica que tem o propósito de estimular a produção de colágeno e elastina na pele, proteínas responsáveis  para manter um aspecto de firmesa e elasticidade da mesma. Sendo assim, o peeling irá atuar promovendo a renovação celular, fazendo a remoção de células mortas, permitindo regeneração da derme, prevenindo assim a aparência envelhecida e outros aspectos tão incomodos que ocorrem no rosto, além disso, traz mais suavidade, maciez e saúde para pele. Ele age de forma a promover um processo de esfoliação que produz a descamação da pele (removendo as células envelhecidas, que não cumprem mais sua função), e logo após, fornece a regeneração do tecido, melhorando seu aspecto e textura.

TIPOS DE PEELING

Existem 3 tipos de peeling – Químico, físico e à laser. A diferença entre eles se dá na forma que é feita a descamação da pele.

PEELING QUÍMICO

A descamação é feita por utilização de ácidos, eles podem atingir a camada superficial, média ou profunda da pele, sendo os mais conhecidos: os ácidos retinoicos, glicolicos, salicílicos, mandelico, hialurônico e fenol.

A escolha do ácido e da concentração dele varia de acordo com o tipo de pele, da profundidade que deseja alcançar para o tratamento e quais resultados deverão ser obtidos, sempre avaliado e diagnosticado pelo profissional.

SUPERFICIAL

É o peeling químico que atinge a camada superficial causando uma descamação fina, não interferindo ou atrapalhando a rotina do paciente. Melhora a estrutura tecidual e, consequentemente, a aparência, diminuindo manchas e amenizando rugas finas, além de promover a estimulação da renovação do colágeno que confere firmeza à pele.

MÉDIO

Promove uma descamação mais espessa e escura que o superficial necessitando de muito mais cuidados em todas as atividades diárias. É mais indicado quando a pele apresenta aspereza e rugas mais profundas e até mesmo cicatrizes e acne. O peeling médio renova as células  a partir de uma camada mais intermediária da pele, clareia manchas e diminui alterações como rugas, cicatrizes, acne e alguns de lesões pré-cancerosas.

PROFUNDO

É o mais agressivo dos peelings, pois provoca uma descamação muito espessa e sua recuperação é mais lenta, além de necessitar de muitos cuidados pós-peeling. Em contra partida os resultados são ótimos, pois atinge camadas mais profundas, trazendo renovação celular eficiente e diminuindo rugas e cicatrizes de acnes profundas

PEELING FÍSICO

O Peeling físico faz descamação e esfoliação por meio de processos mecânicos. Os aparelhos utilizados nesse processo fazem um lixamento sutil da pele para que as células envelhecidas e mortas saiam, dando lugar a uma nova camada de células, aumento da vascularização local ( melhora da circulação sanguínea) estimulando a produção de colágeno. Existem 2 tipos de peeling físico:

PEELING DE CRISTAL

É feito de através de uma esfoliação na pele com microscristais de oxido de alumínio, sendo capaz de atenuar cicatrizes, acne, rugas finas e manchas. Atua no rejuvenescimento além da aparência e textura de pele.

PEELING DE DIAMANTE

Ocorre por microdermoabrasão superficial, nesse caso é executado por um aparelho com uma ponteira de caneta e uma lixa diamantada, promovendo uma microesfoliação, eliminando a camada mais externa da pele, atenuando ou eliminado manchas, rugas, cicatrizes e acnes, conferindo mais maciez e elasticidade à pele.

PEELING À LASER

Forma mais recente de peeling e ainda em desenvolvimento tanto tecnológico, quanto procedimentais. O laser age diretamente com a incidência de feixe de luz. Seu princípio é o mesmo que os outros tipos de peeling, podendo atingir, superficial, intermediário ou profundamente na pele e também  atua removendo a camada superficial, abrindo espaço para outra camada rejuvenescida e produção de colágeno.

BENEFÍCIOS

  • Tratamento e prevenção do envelhecimento.
  • Diminuição de rugas, cicatrizes, acnes e manchas.
  • Melhora textura, maciez e espessura da pele.

AGENDE AGORA SUA AVALIAÇÃO PERSONALIZADA, CONSULTA
OU AINDA SEU TRATAMENTO